Publicidade

Como melhorar a velocidade no basquete





http://www.uninassauamerica.com.br/wp-content/uploads/2015/04/Adrianinha_SJxUA.jpg

Algumas coisas no basquete devem ser treinadas exaustivamente O arremesso em todos os cantos da quadra é uma delas. Uma outra coisa é a melhora da velocidade no jogo.

Fatores influenciadores da velocidade:

1. Aptidão: sexo, talento, constituição, idade, técnica, movimento, antecipação.
2. Fatores sensório-cognitivos e psicológicos: concentração, motivação, aceitação de informação, processamento, controle e regulação, força de vontade.
3. Fatores neurais: coordenação intramuscular e intermuscular, potencial de ação, velocidade de propagação, inervação reflexa.
4. Fatores musculo-tendinosos: distribuição do tipo de fibra, seção transversal de cada fibra, velocidade de contração muscular, elasticidade dos músculos e tendões, viscosidade muscular, comprimento do músculo e relação tronco-extremidades, suprimento de energia, temperatura do músculo.

A velocidade de ação bem desenvolvida possibilita ao jogador de basquetebol reagir a estímulos provocados pelo jogo, resolvendo problemas com pouca demora. A velocidade pode ser desenvolvida ao som de apitos, palavras ou simples sinal, com ou sem utilização da bola, em espaços de, no máximo, 28 metros, em métodos de repetição de exercícios cíclicos e acíclicos.

O treinamento da velocidade no basquetebol depende da força, estabilidade, técnica e tática do desportista. As formas de treinamento devem contemplar:

-  corridas rápidas com lançamento à cesta;

- corridas rápidas com passes (2x2 ou 3x3);

- corridas avaliativas no tempo e nos respectivos intervalos de recepção com e sem bola;

- utilização de estímulos ópticos e auditivos em diferentes posições: sentido, em pé, deitado para frente, lado e trás;

- corrida com elevação no joelho;

- aceleração com parada brusca e saídas rápidas e com mudança de direção com e sem bola;

- utilização dos fundamentos da técnica com a tática de jogo, principalmente a transição contra-ataque.

 


Comente:

Nenhum comentário