Publicidade

As faltas no basquete





Tentativas de prejudicar injustamente um adversário através de contato físico são consideradas ilegais e conhecidas como faltas. Na maioria das vezes, elas são cometidas por jogadores de defesa; mas nada impede que também sejam cometidas por jogadores de ataque. Os jogadores que sofreram a falta podem recuperar a bola através de arremesso lateral ou receber um ou mais lances livres caso tenham sofrido a falta durante um arremesso, dependendo se o arremesso foi convertido ou não. Um ponto é concedido para a conversão de um lance livre, que é cobrado sobre uma linha localizada a 4,5 m (15 pés) de distância da cesta.
 
Se uma equipe ultrapassar um número pré-estabelecido de faltas em um período determinado (quatro em partidas internacionais e da NBA), a equipe adversária tem direito a um lance livre após cada falta subseqüente. Faltas ofensivas e faltas duplas não são consideradas faltas de equipe em partidas da NBA, mas o são em partidas internacionais.
 
Um jogador ou técnico que demonstrar falta de espírito esportivo ao discutir com um juiz ou brigar com outro jogador, por exemplo, pode ser acusado de falta técnica. Um jogador ou técnico com duas faltas técnicas é desqualificado da partida e convidado a se retirar da quadra. Faltas ostensivas com contato excessivo ou que não constituem uma tentativa de tocar na bola são chamadas de faltas anti-esportivas (ou faltas flagrantes, na NBA) e incorrem em penalidades mais rígidas; em alguns casos, uma falta desqualificadora exige que o jogador saia do estádio.
 
Se um jogador cometer cinco faltas (incluindo faltas técnicas) durante uma partida (seis em algumas ligas profissionais, incluindo a NBA), ele será proibido de participar do restante do jogo e será considerado "expulso." Se não houver substitutos disponíveis, a equipe terá de abandonar a partida. Algumas ligas (incluindo a NBA) permitem que jogadores desqualificados voltem ao jogo em troca de uma falta técnica para a equipe.


Comente:

Nenhum comentário