Publicidade

Paula entra para o Hall da Fama do basquete








Em cerimônia realizada em Genebra, na Suíça, a entidade do esporte realizou o anúncio que deixa a atleta ao lado de outros quatro brasileiros na lista: Hortência, Oscar Schmidt, Amaury Pasos, e o técnico Togo Renan Soares, o Kanela.

Aos 51 anos, sendo 22 deles prestados à seleção, Paula havia sido indicada ao Hall no dia 27 de maio, mas mostrou-se emocionada pela condecoração recebida nesta semana.

- Dediquei 28 anos de minha vida ao basquete. Tive um sonho, que era jogar para o meu país, mas nunca pensei que um dia seria homenageada pela Fiba, principal autoridade do basquete. Nada do que eu consegui teria sido possível sem os meus pais, que me deram a coragem que eu precisava. Gostaria de agradecer também aos meus companheiros de equipe, treinadores, a mídia e todos do Brasil que de alguma forma me apoiaram, declarou a ex-atleta.

Em sua carreira pela seleção, Magic Paula disputou 150 partidas oficiais e marcou 2.537 pontos. Dentre suas principais conquistas, em parceria com Hortência, destacam-se o título do Mundial da Austrália (1994), a medalha de prata na Olimpíada de Atlanta (1996) e o ouro dos Jogos Pan-Americanos de Havana (1991).


Comente:

Nenhum comentário