Publicidade

Entendendo o que é a violação do drible no Basquete







Resultado de imagem para drible basquete

Um jogador não poderá tirar o pé-de-pivô do chão para iniciar uma progressão sem antes executar um drible. Um jogador poderá tirar o pé-de-pivô do chão para executar um passe ou um arremesso, mas a bola deverá deixar sua mão antes que o pé retorne ao solo.

O pé-de-pivô é determinado da seguinte forma:

- Jogador recebe a bola com um dos pés no chão: Aquele pé é o pé-de-pivô;

- Jogador recebe a bola com os dois pés no chão: Quando retirar um dos pés, o outro será considerado pé-de-pivô;

- Jogador recebe a bola no ar e um dos pés toca o solo antes do outro: o pé que primeiro toca o solo é o pé-de-pivô;

- Jogador recebe a bola no ar e cai com os dois pés ao mesmo tempo: Quando retirar um dos pés, o outro será considerado pé-de-pivô.

Um jogador que esteja driblando ou receba um passe durante uma progressão (ou seja, correndo), pode executar dois tempos rítmicos e, a seguir, arremessar ou passar a bola; isso não significa necessariamente dois passos (como é mais comumente executado), pois o jogador pode, por exemplo, executar dois saltos consecutivos; desde que mantenha o mesmo ritmo.

Mas o esquema dos passos não é a única restrição. Todos estes aspectos são considerados drible ilegal e tem a mesma penalidade da caminhada e você também não pode:

- Driblar a bola e pegá-la com as mãos e driblá-la novamente;  

- Não pode driblar a bola com ambas as mãos;  

- Não pode apoiar a bola por baixo, ou seja, conduzir a bola levando a mão sob a bola.


Comente:

Nenhum comentário