Publicidade

Garantido na final do NBB, Uberlândia volta nesta quarta aos treinos






Experiência de Helio Rubens é o trunfo do Uberlândia em sua luta pelo bicampeonato nacional

Com o passaporte carimbado para a final do Novo Basquete Brasil (NBB), a primeira na sua história desde que o novo formato do campeonato foi adotado em 2009, o Unitri-Universo, de Uberlândia, retorna nesta quarta aos treinos, buscando chegar inteiro na decisão, que acontecerá no dia 1º de junho, na casa do finalista de melhor campanha.

Foram três dias de folga concedidos pela comissão técnica e pelo técnico Hélio Rubens, que preferiram dar aos jogadores um tempo para recuperar o desgaste dos três jogos da semifinal diante do Paschoalotto-Bauru (SP).

"Esse tempo foi muito útil, pois sempre aparece alguma dor ou pequena lesão. Teremos dez dias de trabalho para chegar com tudo neste importante jogo", destaca o pivô Gruber.

Para ele, o time soube suprir bem os momentos de dificuldade que apareceram durante a temporada. "Imprevistos sempre acontecem e é preciso estar preparado para essas situações. A força do grupo foi muito importante e fez a diferença nestes playoffs. Todos os jogadores foram utilizados e puderam sentir na pele a importância que cada um tem dentro do grupo. Estar à vontade e saber que podemos fazer a diferença é sempre importante", relata o jogador.

A vontade e determinação demonstrados ajudaram, e muito, o time a chegar na final. É com essas características que o técnico Hélio Rubens espera contar para que o título brasileiro seja conquistado.

"Estamos muito motivados e, com estes ingredientes, temos ciência de que é com esse espírito que podemos chegar ao título. O clima na cidade é ótimo e jogamos as partidas contra Pinheiros e Bauru sempre com o Sabiazinho lotado e ainda teve muita gente que ficou de fora. Isso nos orgulha muito e nos motiva ainda mais", afirmou o comandante uberlandense, de 72 anos.

Hélio Rubens foi o responsável pelos dois maiores títulos da história de Uberlândia no basquete. O campeonato brasileiro de 2004, na época organizado pela Confederação Brasileiro de Basketball (CBB) foi uma grande alegria para todos, assim como o Sul-Americano.

"Em 2004, nós ganhamos os títulos do Campeonato Brasileiro e da Liga Sul-Americana, que eram troféus que Minas Gerais ainda não tinha. Estou muito feliz por fazer história por aqui novamente", comemora Hélio.




Comente:

Nenhum comentário